Para Açovisa, setor de aços especiais projeta recuperação

A Açovisa, empresa referência em distribuição de aço, acredita na retomada gradual da demanda do setor de aços especiais ainda em 2017. De acordo com o sócio fundador Andreis Bassi de Melo, pela primeira vez desde 2014 é possível perceber um nível maior de segurança do empresariado que tem se refletido no aumento das consultas e negócios no setor.

“O segmento de máquinas e equipamentos deve apresentar uma recuperação mais consistente, até por conta da base muito fraca. O mercado de bens de capital mecânicos também deve ter um ano um pouco melhor em 2017, assim como os setores de óleo, gás e energia", explica. Segundo o empresário, aços longos e especiais são os que têm tido maior demanda por parte desses setores.

Com boas perspectivas, a Açovisa está apostando na melhora da estabilidade da economia e tem projetos de inaugurar mais quatro unidades ainda neste ano. “Fechamos 2016 com um crescimento de 4,5% e estamos prevendo uma expansão de 5% a 6% em 2017. Essa projeção se encaixa em um cenário pessimista e com incertezas políticas, numa visão otimista, podemos crescer entre 12% e 13% neste ano", destaca.