CNH-e, em fevereiro de 2018

A Certificação Digital agora pode ajudar no processo de obtenção da CNH-e. A versão digital da carteira de habilitação, que entra em vigor em 1º de fevereiro de 2018, já está em fase de testes e passa a ser uma nova opção ao condutor, no lugar da CNH física. O documento continua sendo emitido normalmente e a ideia é que o novo aplicativo da carteira de habilitação ofereça, no futuro, consulta aos pontos e multas, vencimentos e informações sobre campanhas de trânsito vigentes.

Facilidades

A CNH-e é um tipo específico de certificado, o de atributo que qualifica o condutor como sendo habilitado pelo órgão emissor. O motorista, por sua vez, pode utilizar seu certificado digital para autenticar, conferir, atualizar e assinar o documento eletrônico de habilitação e garantir sua autenticidade e integridade, sem necessidade de deslocamentos aos Detrans.

“O processo é simples, o motorista pode se cadastrar no site do Denatran usando o certificado digital”, explica Mauricio Balassiano, diretor de certificação digital da Serasa Experian. O certificado digital é um documento eletrônico de identificação online com validade jurídica, sendo assim, é uma forma segura e legal de identificação.

A facilidade para a obtenção da CNH-e é mais um benefício do certificado digital, que também facilita e agiliza a declaração de Imposto de Renda, entre outros benefícios. Para utilizar a CNH-e, basta apresentar o QR code contido no aplicativo, sem necessidade de apresentação de documento em papel, garantindo que não se trata de documento falsificado, pois será validado pelo sistema do Detran.

 Certificação Digital

A certificação digital é uma tecnologia que permite a identificação de pessoas físicas e jurídicas no ambiente eletrônico, regulamentada no país pela Infraestrutura de Chaves Pública Brasileira (ICP-Brasil), vinculada à Casa Civil da Presidência da República. Tem validade jurídica e confere aos documentos eletrônicos autenticidade, integridade, sigilo e atributo de não repúdio.

A Serasa Experian promove a certificação digital como tecnologia efetiva para a desmaterialização dos processos, com atributos de validade jurídica, agilidade e praticidade, a serviço da sustentabilidade dos negócios e processos.